Quanto cobrar por ensaio?

Uma pergunta muita feita por quem está entrando no mercado da fotografia é: quanto devo cobrar por meus ensaios?

Para falar desse assunto temos 2 principais problemas sendo (1) existem muitos fatores a considerar para estipular um preço e (2) cobrar barato causa uma certa “prostituição” da fotografia, enquanto cobrar caro faz você correr o risco de não encontrar clientes.

Entretanto o que seria cobrar caro ou barato? Depende muito do tipo de trabalho que você vai oferecer. Lembrando que esse post é para ensaios e trabalhos mais simples, a base para se chegar no preço é a mesma, mas claro que eventos como casamentos saem um valor muito maior que uma festa de estudantes, por exemplo.

Não tenho como estabelecer um preço certo para que cobrem por ensaio, é impossível eu chegar aqui falando que o correto é cobrarem x reais ou y, então vou trazer alguns fatores que vão ajudar vocês mesmos a colocarem um preço, o que eu acho que é o primeiro na verdade. Quanto você acha que vale o que você faz?

Você terá que estipular primeiramente um preço fixo para suas fotos levando em consideração quanto tempo será de ensaio e quanto tempo você leva para editar. Quanto maior a carga horária mais você cobrará por foto, aí basta oferecer aos seus clientes as opções de mais ou menos cliques. Uma coisa que recomendo é quanto mais fotos o cliente quiser você dar um certo desconto, já que 1 hora de ensaio, por exemplo, para entregar 20 fotos e o mesmo tempo para entregar 40 seria vantajoso para você.

Para tal preço fixo também deve-se ver a qualidade do equipamento e da sua edição. É difícil falar em qualidade da foto, já que é muito relativo, então acho melhor tratarmos de coisas mais concretas. Se você trabalha com a lente x e compra a y por ser melhor, obviamente suas fotos melhorarão também, nesse momento você aumenta seu preço. Vale também lembrar que todo o equipamento tem um custo e que não é barato, além dos investimentos com eles você também deve ter seu lucro. Sobre a qualidade da edição: o que exatamente você faz? Ajusta, coloca filtro, trata a pele, faz montagens… quanto mais você fizer e quanto melhor fizer, mais isso acarretará no preço final (nesse ponto você deve perguntar ao cliente o que exatamente ele quer, mas não aceite entregar a foto sem nenhum tratamento, se ele gostou do seu trabalho, gostou dele completo). Lembrando que os programas para edição também não são de graça.

Ok, já falamos do seu trabalho, agora vamos para as coisas a parte. O que você oferece ao cliente? Álbum, fotos reveladas, fotos no pendrive, CD, caneca, almofada… e outras inúmeras coisas possíveis a se fazer com suas fotos. O melhor para tais itens é apenas incluir o preço que você paga para confeccionar o produto no preço final, mas aí vem outra coisa a se pensar: quanto você gasta de gasolina, tempo, alimentação… para ir atrás das confecções? Lembrando que esses gastos também ocorrerão em outros momentos, como por exemplo na ida ao local das fotos.

Caso você tenha um estúdio ou qualquer outro estabelecimento, você pagará impostos, o que também deve ser acrescentado.

Se você viver apenas com o dinheiro da fotografia, veja no final do mês se a quantidade de ensaios está sendo o suficiente para as suas necessidades, caso não seja você terá que fazer alguns ajustes. Se ainda não vive apenas das fotos, o que acho que seja o caso já que o post é para iniciantes, faça os ajustes quando achar necessário, mas só se for realmente preciso.

Alguns fotógrafos também dão aquela ligeira aumentada no preço quando querem trocar de equipamento, alcançando assim o valor mais rápido. Acho interessante fazer isto também, porém sempre (sempre mesmo) tome cuidado para não extrapolar e cobrar mais do que devia.

Sobre aquilo que falei no começo de cobrar caro ou barato: bom, cobrando um preço abaixo do do mercado talvez você encontre mais pessoas para pagar pelo seu trabalho, mas além de prejudicar você mesmo, você acaba fazendo seus colegas fotógrafos sofrerem com perguntas do tipo “nossa, mas fulano cobra menos” e talvez eles até percam clientes. Faça com que as pessoas te escolham pela qualidade e não pelo dinheiro. Agora se você cobrar mais do que devia, imaginando que você é iniciante, você nunca vai conseguir evoluir, aliás, poucos vão te contratar. Ninguém começa de cima, lembre-se disto.

Vamos revisar rapidinho antes de acabar o post para deixar tudo bem claro:

quanto cobrar.png

É bem difícil tratar desse assunto, não só para mim, porém espero que o post tenha ajudado você que estava com dúvidas de alguma maneira. Qualquer dúvida deixe nos comentários que tentarei responder ❤

Instagram | Facebook | Twitter | Youtube

Como de costume: uma música! Quem tiver sugestões de músicas deixem nos comentários também, vou adorar conhecer um pouquinho mais de vocês.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Quanto cobrar por ensaio?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s